limites

palm trees

“Quando reconhecemos e aceitamos os nossos limites é quando exercemos o nosso maior poder”. Ouvi esta frase este fim-de-semana e ficou a ressoar na minha cabeça o tempo inteiro. É tão poderosa na sua simplicidade.

Reconhecer os nossos limites é compreender qual o nosso ponto de partida, que não é nem atrás nem à frente do lugar onde estamos.
Reconhecer os nossos limites é olhar para o nosso mapa interno e compreender que é diferente do da pessoa do lado - o caminho, o destino, o ponto de partida, e nós.
Aceitar os nossos limites permite-nos viver a nossa Verdade, e só assim a conseguimos moldar e transformar à luz dos nossos desejos, dos nossos objectivos, do nosso propósito.

Acima de tudo, reconhecer e conhecer bem os nossos limites, permite-nos uma familiaridade com eles que nos faz perder o medo deles, porque os olhamos de frente. Porque em vez de deixar-mos que eles nos limitem e nos definam, será através deles que iremos transbordar de evolução, quebrando os limites que podem ser quebrados, contornando os que não podemos alterar e eliminando os que na verdade são apenas uma ilusão.