parar para sentir.

ceu

Parar para sentir, só.
Só sentir.
Parar para sentir se o caminho ainda é o certo. Se são as pegadas de outros a guiar-nos ou a nossa bússola interior.
Parar para sentir se é preciso parar para descansar, fazer um desvio ou continuar.
Parar para sentir o toque suave das costas das mãos.
Parar para sentir o cheiro a roupa lavada.
Parar para sentir o quente a invadir o corpo depois de palavras carinhosas.
Parar para sentir o que se vê da janela para fora.
Parar para assimilar o que sente o corpo, a cabeça, o coração, as mãos, a barriga.
Parar para sentir se o que sentimos é suficiente.
Parar para sentir o que falta.
Parar e sentir mais.