Posts in lifestyle
palavras

O grande limite da palavra é a infinidade de definições que vão para além do dicionário. Um chapéu é um chapéu. Uma mesa é uma mesa. Um pássaro é um pássaro. Voar é voar (será?). Mas se me perguntares o que é amor, a única certeza que te posso dar é de que a minha resposta seria diferente da tua, provavelmente seria até diferente da resposta que eu própria daria há 10 anos atrás, há 9 meses atrás, há 1 dia atrás. Aliás, dar-te-ia outra certeza, a de que uma parte da resposta é abrangida pela palavra, mas o resto é sentida, e vai para além dela.

Read More
beleza.

O que me faz vibrar acima de tudo é a beleza, a sensorialidade, a extensão de todos os sentidos. É isso que busco todos os dias, para a minha própria vivência e para partilhá-la com os outros.

Read More
tudo meu e só meu

á aprendido antes, entendido, lido em algum lado, num livro, numa daquelas frases do instagram com imagens bonitas e empáticas, em alguma legenda de filme, escutado de muitas bocas sábias de quem me é próximo e de quem pouco conheço, uma e duas e mais de dez vezes. Mas quando a dor é a minha, quando o presente é o meu, quando as emoções partem do meu corpo, a pele de galinha, as lágrimas diárias e o estômago aos trambolhões, aí sim, tudo passa a ser meu.

Read More
mudanças

Há três anos estávamos os dois numa praia deserta e eu estava a treinar algo que queria muito conquistar e a falhar, falhar, falhar. De repente aparece do nada um homem a fazer-me thumbs up, entrega-me um grande sorriso e diz-me “Yeaaah! Be brave and persist.” Ficou. Mudança é isto. Ser corajoso, expor-nos sabendo que vamos falhar, e repetir.

Read More
as árvores.

Tempo para que as suas raízes estejam bem profundas, fortes, maiores que a sua altura, mais densas que a sua ramagem, porque são elas que fazem todo o trabalho, porque sem elas a árvore não passa de uma flor silvestre, linda mas frágil, útil mas efémera. Somos nós.

Read More
despadroniza.

Quebra o padrão. Um bocadinho só. É que, sabes, se todos os dias te levantares rabugento porque te deixaste dormir, nunca vais conhecer a sensação de sentir que o dia se estende por teres acordado uma hora antes do normal e tudo aquilo que consegues fazer com esse tempo, e conhecer o prazer de, ao acordar, a primeira coisa que fazes ser sorrir, sentir o cheiro de sono da pessoa que amas e dar-lhe um beijo.

Read More
Pára.

Cada ação começa com um pensamento e esse pensamento termina com uma decisão. Essa decisão é já uma escolha e essa escolha é uma ação. Então esse fazer pode ser um trabalho, comer um gelado, procrastinar, mas também pode ser fazer uma simples escolha.

Read More
o prato não faz o monge.

Será que podemos conhecer uma cultura pela sua gastronomia? O que nos diz dos povos do médio-oriente, a abundância de ervas frescas e especiarias da sua gastronomia? O que podemos constatar da profusão de gostos e sabores que encontramos em todo e qualquer prato indiano, sobre quem os cozinha e quem os come? E que pensar da plenitude encontrada invariavelmente na simplicidade da excelência dos ingredientes da gastronomia italiana? Para que tipo de pessoa nos remete a elegância de sabores de uns oeufs cocotte, um ratatouille, uma quiche ou uma soupe à l’oigon?

Read More
2 de 52

À medida que crescemos o tempo parece que passa cada vez mais depressa. É uma ilusão, mas se é a nossa percepção, o que é que isso diz da maneira como estamos a construir a nossa vida? Haja vontade, haja coragem haja amor. É que, sabem, depois tudo acontece.

Read More
tempo e intenção.

Coloca a tua refeição numa tigela bem quente, e pega nela. Sente o calor que lentamente penetra nas tuas mãos. Demora o tempo que precisares. Olha para o que tens à tua frente. Observa o que estás prestes a comer. Mais nada. Simplesmente observa.

Read More